quinta-feira, 8 de julho de 2010

A Questão da Lei Tríplice.


"Acreditamos que os Deuses nos criaram para sermos felizes!! )O( "

Diz um Artigo de uma Revista Wiccaniana:

"Essa é uma das leis mais básicas e fortes da religião Wicca:

>> Tudo aquilo que é feito para o bem ou para o mal retorna triplicado para nossa vida e nesta encarnação. <<

Os praticantes da Bruxaria sabem que ao manipular uma energia positiva, ela será triplicada por toda sua vida e o contrário também acontecerá.
Não devemos esquecer que os Wiccanianos não trabalham com energias negativas."


Fonte: "Guia Místico Wicca - Filosofia e Prática de Adoração à Deusa."

Bom ...
Muitos de nós sabemos que nem sempre é bem assim!
Muitas pessoas veêm a Wicca e a Bruxaria como uma religião Perfeita, e sinto informá-los que, não é bem assim.
A Bruxaria é como qualquer outra religião ... ela tem seus pontos bons/ certos e seus pontos ruins/ errados.
Na Bruxaria, mesmo existindo o dogma da Arte (que seria a Lei Tríplice), há Bruxos e Bruxas que praticam sim, a magia destrutiva ou uma magia não tão boa! Nem por isso eles deixam de ser Bruxos ... apenas arcam com suas consequencias depois!
A Lei Tríplice não é nem semelhante aos mandamentos escritos em pedra do Cristianismo. A nossa Lei Tríplice apenas nos dá um conselho do tipo, "Não faça para os outros o que você não quer que façam para você.". Porque, no final das contas, é bem isso que acontece ... você faz para a pessoa, e acaba acontecendo a mesma coisa com você, mais cedo ou mais tarde.
Costumo dizer que a Bruxaria é semelhante a uma faca. A faca pode ser usada para cortar uma fatia de pão, mas também pode ser usada para ferir ou até matar alguém. A faca em si, não é boa nem má, ela é simplesmente uma faca; é você que faz o bom ou o mal uso dela e a transforma em algums coisa pra você. A Bruxaria é assim ... nem boa nem má, simplesmente é!

Tenho comigo uma opinião: A Bruxaria nunca pregou ou alguma vez disse que NÃO podemos usá-la em benefício próprio. Podemos e devemos! Mas você tem colocar as suas prioridades em ordem ... o que você considera como, benefício próprio? Pense bem: será que você esta sendo um pouco egoísta demais? TENTE não se beneficiar a troco do sofrimento do outro. TENTE não tirar o direito de escolha do outro.
Perceba que eu estou falando "TENTE" ... pois sei que nem sempre é possível você se beneficiar da magia sem prejudicar outros. Por exemplo, você faz um feitiço para conseguir uma determinada vaga de emprego. Ma nessa vaga há muitas pessoas concorrendo. Então quer dizer que, se eu fizer um feitiço para conseguir um emprego porque preciso viver, eu vou estar prejudicando outras pessoas, pois vou estar tirando a oportunidade delas!
É questão de consciência ... saiba usar os dons que os Deuses lhe deram de presente. Lembre-se que Eles escolheram você entre muitas pessoas, para trilhar o caminho mágico junto à eles.
Na questão de feitiços de amor, por exemplo, ao invés de você realizar um feitiço para atrair aquela pessoa em especial (tirando o direito de escolha dela!), faça um feitiço para você se tornar uma pessoa mais atraente. Consequentemente, ficando mais atraente, atraira os olhares daquela certa pessoa também, e tudo fluira normalmente, sem pressão e com direito de escolha.
Temos também que levar em conta que, feitiços manipulativos (aqueles que interferem no livre arbítrio das pessoas) têm consequencias, tirando a Lei Tríplice. Num feitiço de amor, por exemplo, se você fizer querendo aquela pessoa em específico, PODE ACONTECER do feitiço virar contra o feiticeiro. A pessoa começa a te amar, mas você começa a perder o interesse por ela.
Repare que eu disse, PODE ACONTECER, nem sempre isso acontece!
Estou dando bastante exemplos de fetiços de amor, pois há ALGUNS jovens (não estou generalizando!) que procuram a Bruxaria somente para voltar com o ex namorado, ou separar um casalzinho e etc. Essas pessoas nem sabem o que querem da vida e nem ao menos sabem o que é Bruxaria de verdade, e já estão se iniciando somente para realizar aquele feitiço de amor. Quando o feitiço não dá certo, porque aquela pessoa esta mal informada e não sabe nem ao menos o que é abrir um círculo mágico, sai difamando a Bruxaria por ai, dizendo que ela não funciona e que realmente é coisa do Diabo, porque lhe causou mal. Essas pessoinhas são chamadas mais comumente entre nós, Bruxas e Bruxos de "Pink Wicca".

Voltando ao assunto da Lei Tríplice...
Gostaria de lembrar-lhes também que, antigamente (bem antigamente!), no tempo dos nossos ancestrais, no ínicio da Bruxaria, não existia a Lei Tríplice. Às vezes, nossos ancestrais PRECISAVAM até prejudicar outras pessoas para sobreviverem.
Algumas pessoas, por vezes, chegam em mim e dizem: "Mas se a Bruxaria diz que é uma religião livre de amarras e mandamentos, como é que existe uma LEI Tríplice?".
Gostaria de sublinhar que, a Bruxaria sim, é uma religião livre de amarras e mandamentos, porém, há algumas regras que devem ser seguidas. Você escolhe, segui-las ou não, depois arque com suas consequencias. E ... o termo LEI é usado pela fato de que, a Lei Tríplice é uma Lei Universal,não é uma Lei exclusivamente da Bruxaria. Várias religiões a usam como base de suas práticas.
Ela também é chamada de "Lei do Três por Três", "Lei do Tríplice Retorno", "Lei do Retorno" e entre elas, "Lei Tríplice". Ela é cientificamente provada, assim como o poder da palavra e do pensamento também são cientificamente provados. Como essas "leis" (ou dicas!) nos fazem tornar pessoas melhores, a Bruxaria, sendo uma religião que visa o crescimento próprio e coletivo, o equilíbrio do ser humano consigo mesmo e com a Natureza, naturalmente a usa. Ou seja, não é somente a comunidade Bruxa que a usa, ela também é usada por budistas, maçonicos, islâmicos, cristãos ... e até por pessoas de fé nenhuma. Ela é usada, por vezes, insconcientemente!
Espero ter deixado bem claro este assunto, para todos aqueles que me perguntaram.

Agora vou colocar um trecho de um livro chamado "Wicca - A Religião dos Bruxos", escrito por Lígia Amaral Lima, uma autora brasileira ótima, e publicado pela Ed. Nova Era.
Este trecho fala a opinião da autora sobre a questão da Lei Tríplice e é bem interessante, concordo com ela, em partes.
OBS.: Somente para constar, ela é uma Bruxa Strega, ou seja, de Tradição Italiana. Portanto, algumas de sua práticas e ensinamentos são diferentes.



"Chegamos a uma situação verdadeiramente delicada. Já ouvi muito falar sobre a famosa lei do 3 por 3. Estamos tão acostumados a ser teleguiados por "leis" e "mestres" com poderes bem além dos nossos, que nos esquecemos de questionar e repensar as ditas e citadas verdades. Como bons "cordeirinhos", obedecemos e incorporamos crenças e máximas que sequer sabemos a origem. Na minha opinião, isto é, na MINHA VERDADE, é muito pueril incorporarmos como certeza uma frase que se diz lei e que afirma que toda Bruxa recebe o triplo daquilo que pratica. Até minha juventude, a despeito de ser oriunda de uma família de Bruxas e de estar inserida no contexto espiritual desde a mais tenra idade, jamais havia ouvido qualquer referencia a essa lei! Longe de mim acreditar-me oniscientemente, mas, como ávida pesquisadora e até pela minha condição de instrurora esotérica (não mestra!), sempre procurei estar a par de tudo o que acontece neste meio. No entanto, percebo uma cera exacerbação - quem sabe até como forma de compensação pelos vários anos exílio - da postura benéfica de nossos membros. Considero essa visão muito simplista e até mesmo irreal. Vivemos em uma sociedade que rotula as pessoas em "DO BEM" e "DO MAL". Recuso-me, ampla e irrestritamente, a comungar desta postura maniqueísta. Bruxas e Bruxos não são DO BEM nem DO MAL. Bruxas e Bruxos são pessoas normais. Amamos e odiamos, ferimos e salvamos, mogoamos e acalentamos - somos HUMANOS; e como tal, procuramos respeitar e conquistar para nós e nosso semelhantes o direito de viver e deixar viver. Bruxas não são melhores nem piores que ninguém, apenas são Bruxas!
Talvez o que nos faça responder diante dessa sensata Lei Gardneriana (referente a Gerald Gardner, sobre a qual ninguém discorre) seja o nosso conhecimento das manifestações energéticas que regem o Universo. Que tal pararmos de engolir o que nos é "enfiado goela abaixo" e repensarmos os movimentos?!".


Blessed Be!

Um comentário: