quarta-feira, 4 de julho de 2012

Bruxaria Cristã e coisas afins

Esses dias, eu estava no facebook e estava ocorrendo num grupo o debate sobre bruxaria cristã e coisas relacionadas. O grande problema desses debates é que as pessoas se perdem tanto em ego e em suas "verdades absolutas", que acabam saindo da verdadeira ênfase do debate - que, naquele caso era se, era correto o fato de um evento pagão em prol dos animais levar um o nome de um santo cristão, no caso, São Francisco de Assis. E assim começou o debate, se desenrolando e abrangendo vários assuntos... mas o que realmente me chamou atenção foi a bruxaria cristã, que já é um assunto bem polêmico a muitos anos na Bruxaria.
Eu não participei do debate, mas acompanhei e resolvi, baseada nos absurdos que li, abordar esse assunto aqui, lembrando sempre que é uma opinião minha, ou seja, baseada em estudos e pesquisas feitas por mim. Portanto, é uma conclusão que eu cheguei para tal assunto, sendo assim, a MINHA verdade.


Fico cada vez mais boquiaberta com as pessoas que consideram as suas verdades como verdades universais. Elas estudam, pesquisam, tiram suas próprias conclusões, e depois saem espalhando para os quatro ventos que aquela visão - ou seja, a própria - é a única e verdadeira. Vemos muito isso em debates...
A questão da Bruxaria Cristã é ampla e interminável – na minha singela opinião. Justamente por haver muitos pontos de vista e maneiras de praticar e enxergar a própria bruxaria.
Há pessoas que enxergam a Bruxaria como religião – assim como eu! – e que, por isso, defendem a idéia de que é inconcebível a junção das duas crenças – paganismo e cristianismo. Em contrapartida, há pessoas que enxergam a Bruxaria somente como um ofício e que, por isso, reside em toda e qualquer religião – para mim, isso é magia ou então, como preferirem, feitiçaria. E, há também aquelas pessoas que têm a Bruxaria como uma filosofia de vida, ou seja, você pode seguir qualquer religião juntamente com o modo de vida da Bruxaria, uma não interferindo na outra – isso para mim não existe e, pessoas que levam a vida dessa forma são, simplesmente, pessoas que trabalham a espiritualidade.
O fato é que, a Bruxaria é levada levianamente por muita gente ainda. Mas enfim...
Bruxaria Cristã, em minha opinião, não existe. Assim como não existe Bruxaria Nórdica, Bruxaria Grega, Bruxaria Celta e por aí vai... existem sim, Tradições dentro da Bruxaria que trabalham mais com as energias Nórdica, Grega, Celta e também, com a Cristã – certo ou errado? Não sei, mas o fato é que existem pessoas que praticam dessa forma. E se é certo para elas, quem sou eu para contradizer?!
Cada vez que você fecha os olhos para a
realidade, vendo somente aquilo que lhe é
conveniente, você está negando uma parte
dos Deuses. Muito mais do que sermos
bruxas e bruxos totalmente fiéis aos nossos
Deuses e Deusas, precisamos ser bruxas e bruxos
cientes de nossa história.
- Lâmina 2 de Espadas do Tarô - 
Para mim, o que realmente existe nessa miscelânea toda é: pessoas que são cristãs, mas que trabalham com a espiritualidade de alguma forma ou até mesmo, trabalham com o ofício da magia, que seriam as benzedeiras, as rezadeiras e etc. Mas isso é, PARA MIM! Vocês compartilham da opinião? Ótimo. Não compartilham? Tirem suas próprias conclusões e venham defender seu ponto de vista.
Porém, quando falamos de bruxaria cristã, entramos no mérito dos santos: seriam os santos Deuses e Deusas com outra roupagem?
Nesse quesito, há também várias opiniões. Tem gente que defende que sim. Tem gente que defende que não. #Whatever...
Porém... o fato é que, historicamente, sabemos que vários Deuses/ Deusas e festividades, assim como crenças, do paganismo foram convertidas para o cristianismo, ou então demonizadas. Isso não é novidade para ninguém! Partindo desse preceito, o que te faz ser pretensioso o bastante para pensar que os santos/ santas do cristianismo não são os Deuses/ Deusas do paganismo? Reflitam comigo... se existem panteões diversos – sejam eles pagãos ou não! – é porque vários povos entendiam a conseguiam enxergam a Divindade de diversas maneiras. Sendo assim, Afrodite é para os gregos, mas é Freya para os Nórdicos. São Deusas diferentes? Para alguns sim – aqueles que ainda não entenderam que nós somos humanos e precisamos classificar os Deuses/ Deusas como melhores ou piores, mas a essência é a mesma. E o que, na verdade, são os Deuses se não essências divinas, imanentes e transcendentes? Energias...
Logo, se existe panteão grego, romano, nórdico, celta, e etc... por que não pode existir um panteão cristão? Só porque é da igreja? Não seria até mais “justo” ou coerente enxergarmos dessa maneira – panteão cristão – já que sabemos que nossas Divindades foram levadas para o Cristianismo?
Sendo assim, São Francisco de Assis para os cristãos, mas poderia ser representado como Apolo, Cernnunnos ou até mesmo Pã, para os pagãos.

Você não vê assim? Você não celebra assim? Essa tese não te agrada?
Bem, aí já são “outros 500”, não é mesmo?! Pois esse fato que acabei de relatar é histórico. E quem estudou – e estuda! – um pouco sobre a história da Bruxaria sabe disso.
Eu vejo assim – temos que ser realistas! Independente d’eu acreditar ou não, celebrar ou não, é verdade. Não posso fazer da minha verdade, a verdade de todos. Houveram pessoas antes de mim que estiveram lá, viveram isso, ou até mesmo, pessoas que estudaram esse assunto muito a fundo, e PROVARAM que foi assim. Eu vou colher esse conhecimento e guardá-lo para mim. Vou usar em minha prática? No meu caso, não, pois como disse acima, para mim isso é inconcebível, mesmo que eu saiba e ache fascinante – sim, adoro história da bruxaria! – o fato dos Deuses/ Deusas que eu cultuo hoje serem os santos/ santas das igrejas cristãs. São preconceitos e tabus dentro de mim que ainda não consegui quebrar, para chegar ao ponto desse fato ser irrelevante na minha prática. Mas há pessoas que já ultrapassaram isso – ou até mesmo, isso nunca existiu dentro delas! – e que celebram dessa maneira, independente de levarem a Bruxaria como religião, ofício ou filosofia de vida, que é o caso da pessoa do debate.
Essa tese me agrada? Sim, e muito. Nos faz perceber que somos muito pequeninhos ainda diante do grande mistério que são os Deuses. Precisamos “comer muito feijão”, como se diz por aí, para podermos transpor as barreiras que nos limitam, como por exemplo, negar um fato histórico somente porque não me agrada.

O triste fato é que, infelizmente, alguns pagãos – a maioria – não consegue desprender-se do ódio mortal que alimentam dentro de si com relação a igreja e a qualquer coisa que se relacione com o cristianismo. E, com isso, se fazem de vítimas o tempo todo, com os argumentos: “Eles roubaram nossas crenças, nossos Deuses/ Deusas e ainda tem pessoas que se diz pagão, mas que cultua os santos Deles!”. Sim, eles roubaram nossas crenças, nossos Deuses/ Deusas, é fato... você ficou sabendo disso quando leu algo com relação a Inquisição? – bem provável! Então, você deletou a parte que diz os santos deles são como são hoje somente porque a igreja deu aos nossos Deuses/ Deusas outros nomes?

Estudem, pensem, reflitam... desprendam-se das barreiras da ilusão que fazem você achar que a sua verdade é o fato histórico (hahaha!).

Até a próxima postagem!

Bençãos,
Aline Pandora.

18 comentários:

  1. Aline este é um tema realmente bastante polêmico, parabéns pode sua iniciativa e ousadia em falar a respeito!
    Eu também partilho do mesmo ponto de vista onde Bruxaria é religião e não vejo como uma pessoa pode ter 2 religiões ao mesmo tempo... Portanto, para MINHA PESSOA rs também não existe bruxaria cristã.
    Sobre uma tradição de bruxaria cristã, ainda estou pensando a respeito... Talvez por ignorância de conhecimento eu não consiga (ao menos ainda) digerir bem a ideia, prefiro as coisas separadas por enquanto...rs
    Mas também sou contra as verdades absolutas e todas as pessoas, independente de cristãs, pagãs, ateus ou seja oq for, de quererem impor sua crença aos demais...

    Isso para mim funciona... Mas pode não funcionar para você...
    Viva bem e permita viver! É como penso.

    Um beijo,
    Pandora de Lys

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, chará! :)
      Fico muito feliz com sua presença aqui - pois sei que acompanha sempre os meus trabalhos! - e ainda mais feliz com a sua opinião.
      Bem, na minha prática pessoal também não engulo isso não, hehe. Foi como disse no post mesmo: eu aceito, porque sei que é assim, até mesmo por estudos sobre tal assunto, mas ainda não estou preparada para talvez, engajar isso em minha prática. Também prefiro as duas crenças separadas, por enquanto!
      Mas cada um com o seu sagrado :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post Pan!
    Bem, eu também sempre pensei assim, as pessoas - os pagãos - se levam ao preconceito contra a igreja católica, por "roubarem" nossos Deuses. O que não é verdade, pois aconteceu muitas vezes na história... Quantos Deuses não mudaram seus nomes diante de constantes invasões de outros povos, e hoje quando proclamados dizem: O Deus se chama Sorano mas pode se chamar Fulano, por causa da influência dos ciclanianos. Porque não usar o mesmo termo dos Deuses convertidos em cristões, não é mesmo??

    Eu, particulamente, prefiro cultuar os Deuses pelos seus nomes mais originais temporalmente dizendo, mas nada contra quem os cultuam com nomes diferentes.

    Bênçãos Deles
    Arion Sheyriszet

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amoreco!
      Obrigada pelo comentário. E claro, você sabe - até porque está no post -, eu compartilho totalmente de sua opinião. E, sim... muitos Deuses/ Deusas de outras culturas foram convertidos também no decorrer da história. Muito bem lembrado - esqueci de comentar isso na postagem :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Também não consigo enxergar a Wicca cristã ou a Bruxaria cristã como algo plausível, mas o que é coerente para mim pode não ser coerente pra muita gente né?

    Historicamente você está coberta de razão, mas no meu caso, o que me faz achar incoerente a Bruxaria critã é o fato de que apesar dos Santos serem mais um panteão, tão misto como a maioria deles, o fato é que as filosofias, a doutrina e a visão de mundo desses dois caminhos são muito diferentes, e por tudo isso, acabo não me sentindo atraído ao culto do panteão cristão e ouso dizer que acho muito SEM SENTIDO, mas PARA MIM.

    Um Beijo sua linda :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Allan! Obrigada pela presença e pelo comentário :)
      Pois é, é realmente bastante incoerente, principalmente a primeira vista. A Bíblia e as crenças do Cristianismo é uma coisa a ser muito bem analisada... particularmente, eu gosto muito desse ramo, e estudo bastante esse assunto.
      Acredito que a crença seja incoerente justamente por ser uma mistura de muitas crenças pagãs. Foram copiando, copiando e saiu o que saiu... essa crença sem sentido. Mas em seu cerne, é totalmente pagã. MAS... isso não faz dela mais agradável e nem mais "praticável" - rs, na minha opinião!

      Beijo seu lindo ♥

      Excluir
  5. Olá Pandora,
    Esse assunto realmente nos leva à reflexão.
    É claro que sabemos das antigas "Feiticeiras", que roubavam hóstias, vitrais e artefatos das igrejas cristãs para fazer magia. Mas como você mesma disse, as considero "feiticeiras", talvez há algumas décadas atrás, elas fossem chamadas também "Bruxas", mas no contexto atual da palavra Bruxa, está uma série de atribuições sobre o que é, e o que faz uma Bruxa, e nesse contexto está inserida a religião. Por isso concordo com você, não existe Bruxaria Cristã, apesar de existir magia dentro do Cristianismo, ou baseado na "profanação" ou oposição às crenças cristãs.
    Seja iluminada.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Estava dando uma olhada no Google sobre a divulgação do evento e me deparei com seu blog.
    Vamos lá... Acredito que a pessoa em questão sou eu. rsrs
    O que me chama a atenção nas infinitas discussões sobre bruxaria e afins é o apego as nomenclaturas. Insistem tanto em dizer que aquele é bruxo ou aquele é feiticeiro que parece não restar mais nada.
    Para deixar claro bruxaria pra mim é filosofia de vida, assim eu fui iniciada e assim eu sigo meu caminho. Sou feliz assim, e como disseram em um comentário cada um com seu sagrado. Respeito acima de tudo, pois verdades existem milhares.

    Se me permitem dizer o que me deixou triste foi que ninguém comentou sobre o evento em si e sua proposta, o que houve em sua maioria foram criticas sobre como o mesmo foi nomeado.

    Grata pelo post e por expor sua opinião de forma tão clara e respeitosa. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só, que máximo! Você é pessoa que promoveu o tão falado evento?
      De verdade, estou muito feliz pela sua presença e participação aqui. Gostaria de ressaltar que, em nenhum momento quis afetá-la - espero ter deixado isso claro no post! Só quis colocar a questão em debate e esclarecer algumas coisas, pois também tenho algumas questões como absurdas dentro da Bruxaria, mesmo sendo bruxa.
      Respeito totalmente a sua opinião e forma de levar a vida. Se para você é sagrado e funciona assim, ótimo! :)
      Não tenho nada contra os santos cristãos, somente não pratico dessa maneira.
      Mas somente para constar, tenho um cachorro, e ele se chama Francisco, também por São Francisco de Assis. Rs!

      Grata fico eu pela sua visita!
      Seja sempre bem vinda aqui.
      Bençãos,
      Aline Pandora.

      Excluir
    2. Oi Aline, tudo bem?
      Sou eu sim que estou promovendo o evento, que ocorre agora de 01 à 06 de Outubro na Casa de Bruxa em Santo André.
      Entendi perfeitamente sua colocação no texto, fique tranquila, acho saudável essa reflexão de ideias e opiniões.
      Acredito que aprende-se muito dessa forma. Cada um tem sua vivência e forma de ver as coisas, de ver o sagrado é discussões saudáveis são sempre bem vindas. Afinal o mundo é plural.

      Deixo aqui dois convites para você... O primeiro é para conhecer o Projeto #EuSouBruxo (www.eusoubruxo.com.br), e o segundo para nos visitar no evento em prol dos animais (www.pagaosemproldosanimais.blogspot.com)

      Gratidão
      Abraços
      Ligia Raido

      Excluir
  7. 0LÁ!SOU CRISTÃ? NÃO, POIS NÃO SIGO OS PRECEITOS DA IGREJA CATÓLICA E NEM DA PROTESTANTE. SOU BRUXA? NÃO, POIS ASSIM COMO NÃO ADORO OS SANTOS ,NÃO ADORO OS DEUSES PAGÃOS TENHO MAGIA DENTRO DE MIM° SIM, POIS CONSIGO UTILIZAR AFORÇA DA TERRA, DA ÁGUA, DO AR, DO FOGO E ENERGIAS QUE EMANAM DE MIM. ENTÃO O QUE SOU? SOU FILHA DE DEUS , ACREDITO NA FORÇA DE MARIA E DE SEUS ANJOS. A ENERGIA DE CURAR EXISTE EM QUALQUER RELIGIÃO:ESPÍRITA,CRISTÃ...NÓS SOMOS TODOS PESSOAS, SÓ ESCOLHEMOS CAMINHOS DIFERENTES. MAS, NÃO IMPORTA PORQUE NO FINAL DO CAMINHO NÃO OS PERGUNTARÃO "QUAL A SUA RELIGIÃO?" E SIM "O QUE VOCÊ FEZ DE BEM OU ERRADO?" . O QUE SOU? NÃO SEI!SÓ DEUS PODERÁ ME DIZER,POIS FOI ELE QUE ME DEU ESTES PODERES E CRIOU O MUNDO COM AS ENERGIAS QUE USO. PAZ E RESPEITO É O QUE IMPORTA.

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde!
    Já tem alguns meses que venho lendo coisas sobre a dita religião Wicca, antes de qualquer coisa quero deixar claro de que não sou nenhuma expert no assunto, apenas, uma interessada em entender mais sobre o assunto e em expressar minha opinião.
    Já vi em diversos lugares (vídeos, blogs) de que realmente, não existe uma/um Wicca Cristão, as explicações para chegar à esta conclusão são muito bem entendidas por mim! A religião Wicca, é uma religião da qual eu admiro muito! Mas, não sigo.
    Sou Católica Apostólica Romana, entretanto, desde sempre me vejo acreditando em poderes ditos sobrenaturais, em positividades que a natureza pode nos trazer e coisas do tipo.
    O tema "Bruxa" me chama a atenção desde que me entendo por gente! Pode parecer um tanto bobo, mas sempre que passava o filme da "Sabrina, a bruxinha adolescente" na tv, eu corria assistir! Harry Potter é a minha maior paixão! E não, eu não estou querendo dizer que esses filmes são reais e os personagens são os reais bruxos, longe disso! Apenas admiro o tema (Bruxo).
    Voltando ao assunto do Cristianismo, quero deixar claro que: Mesmo eu sendo Católica, tem muitas coisas que descordo do próprio Cristianismo. Eu reconheço que a igreja já errou absurdamente em vidas e ainda erra! A época da Inquisição foi ridícula e nojenta (no meu ponto de vista) e é uma época da qual me envergonho muito!
    Entretanto, o Novo Testamento está mais aberto e aceitável do que antes. Eu não sigo todos os mandamentos da igreja, assumo isso sem problemas pois, eu acredito em Reencarnação, eu vejo almas que não conseguiram encontrar seu caminho e que, na minha opinião, vem de encontro à nós para pedir algum tipo de ajuda. Na parte da Reencarnação, eu creio que sim, pessoas reencarnam! Se morrem antes da hora proposta, creio que voltem à terra para completar sua jornada. Acredito também que todas as almas existentes podem ter uma vida diferente da vida passada (afinal, não é injusto uma pessoa passar a vida toda na miséria, sendo que, vários tem a vida ótima e luxuosa? E nem só isso, é justo uma pessoa que nunca fumou sofrer de bronquite e a pessoa que fuma feito uma chaminé não ter problema algum? Digo isso pois minha mãe sofre de bronquite, e nunca colocou um cigarro na boca, já a minha tia fuma feito doida e não tem nenhum problema de saúde). Enfim, também acredito muito que exista o poder de Deus e dos Santos. No caso, citarei Maria, digo por experiência da minha pouca vida que sim, eu fui salva por um poder Maior, o poder de Maria, eu creio nisso! Nasci de apenas 6 meses e quase morri. Meu pai fez uma promessa à Maria para a minha vida, e hoje sou uma pessoa muito saudável! Por este fato (e outros que vejo) eu creio em Deus, no Deus trazido pela igreja. Porém, também acabo crendo que os deuses mitológicos possam ter existido algum dia e que intervenham de alguma forma aos humanos.
    O que quero dizer é: Tudo é um mistério! É algo que existe muita dedicação e estudo aprofundado, pois tem várias contradições dentro do mesmo tema.
    Ainda não tenho um "caminho definido" pois acredito em muitas coisas opostas, e creio que talvez eu não possa ser aceita em determinada "religião" por crer em outras coisas. Sempre deixo minhas crenças claras, muitos da igreja aceitam, como muitos "olham torto". Enfim, só para finalizar, gostaria de dizer que admiro muito a atitude e coragem de assumir a sua vida Bruxa! De escolher e definir seu caminho! Isso merece extrema palmatória pois no momento, me encontro em cima do muro...
    Espero não ter ofendido ninguém, só quis expressar a minha opinião!
    Paz e bençãos.

    ResponderExcluir
  9. Interessante sua opnião, mas saiba que todos os santos da Igreja foram pessoas de carne e osso que recebem tal "título" que para os cristãos significam que eles estão ao lado de Deus na eternidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante sua opinião, mas saiba que isso é o que a Igreja te fala.
      Sinto muito por você!
      O conhecimento está aí, e as pessoas que insistem em continuar ignorantes :/

      Bençãos!

      Excluir
  10. Aline, bom dia! Muito interessante seu post e bastante ponderado. Particularmente não vejo absolutamente nenhum problema num bruxo usar o panteão cristão para cultuar seus deuses. E vale lembrar que, no cristianismo católico, Nossa Senhora absorveu todas as versões da Grande Mãe a ponto de ser chamada de Mãe de Deus. E outra: tenho certeza que Jesus foi um dos maiores bruxos que já pisaram na terra, basta ver os relatos de seus 'milagres' (usava até barro - elementos da natureza da natureza, portanto - para abrir a visão dos cegos). Abençoados sejamos! Eric Badr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eric!
      Compartilho completamente de sua visão. Mas eu não me sinto confortável ainda para inserir o panteão cristão em minhas práticas. Mas adoro estudá-los.

      Bençãos,
      Aline Pandora.

      Excluir
  11. Cadê os créditos das imagens que vc usa nesses posts? isso é uma aquarela feita por alguém que merece crédito

    ResponderExcluir